• O porque da consultoria

A consultoria já existe desde 2000, mas então voltada exclusivamente para práticas em Homeopatia.

No ano de 2007, um ano muito marcante na minha vida, comecei a buscar modos de interação que fossem mais éticos (a meu ver) com pessoas e comunidades.

No ano de 2008 conheci a Escola de Redes, do Augusto de Franco, que me introduziu às dinâmicas de rede e ao conceito de netweaver.

E o ano de 2010 também foi outro marco em minha vida:

  • defendi minha tese em doutorado em História da Ciência, e me tornei definitivamente uma pesquisadora,
    .
  • conheci o The HUB em São Paulo, um coworking voltado ao empreendedorismo social, que mudou muito minhas concepções de local de trabalho e de comunidade(s) de trabalho,
    .
  • e de 2010 a 2012 fiz parte do núcleo sustentador do Movimento Novo Olhar sobre as Relações de Trabalho e participei do PEP (Programa de Expressão de Potenciais) e parcialmente do GEP (Grupo de Expressão
    de Potenciais) promovidos pela Semente Una e que mudaram radicalmente meu modo de ver e me relacionar com o trabalho e com comunidades de trabalho.

Daí então, trabalho, relações de trabalho, comunidades, e ser netweaver se tornaram um de meus focos de atenção.

.

.

Compartilhe!
Share